Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Vôo e vou

untitled

Árvore enraizada no corpo

arraigado à terra

giro no universo

agarrado ao planeta mãe

 

De ramos a roçar as estrelas

agitados pelo sopro

do vento

do além

 

Mergulhado na dor

na angústia

no amor

no verso

no desgosto

que embriagam como vinho mosto

 

É por aí

por aqui

por mim a dentro

que eu vôo

e vou

 

A florir

no devir

 

^^^^^^^^