Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

domingo, 16 de dezembro de 2012

Instantes que se distendem em Eternidade

imagesCAOCSF66

Surge leve

graciosa

como uma rosa

que breve acaba de despertar

 

Traz os pulmões perfumados

da doce fragrância da tília

agora florida em flor doirada

e o hálito fresco

mentolado de madrugada

 

Sorri-me

alegre e sensual como a romã

que ao sol se abre pela manhã

 

Não resisto à tentação de a beijar

mesmo à frente de toda a gente

 

Envolve-nos o etéreo halo do amor

é o seu perfume que inalo

como se fora uma flor de verdade

 

O meu cérebro reage

ao teu encanto corporal

e a alma não fica indiferente

a tanta beleza e suavidade

 

Logo ao primeiro beijo

ao terno abraço do desejo

alcançamos a espiritualidade

 

O equilíbrio natural

em que os corpos se prologam pelo espírito

e os instantes se distendem

em Eternidade

 

^^