Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

À janela da paixão




Nesta foto que apaixonadamente me enviou
apenas me deixa ver
o seu rosto resplandecente
a cabeça angelical
e um pouco do espaço entre os ebúrneos seios

Onde me demoro
entre mil doces desejos
e receios
com as mãos afagando-lhe os cabelos sedosos
e os meus lábios a colarem-se aos dela
à distância

Prestes a perder-me nos seus olhos
adivinho-lhe todo o corpo
e mergulho em sonho
e saudade
intemporal

E dispo-a
louco
expurgo-a de vestes
e de temor
imagino-a minha
nua
meu amor

E dispo-me
e desnudo-lhe a alma
e entrego-lhe a minha
e imagino-a abraçada a mim

Esta foto que me enviou
e que me faz bater o coração
é só
a janela de paixão

^^^^

2 comentários:

  1. Estimado Amigo e Ilustre Poeta Henrique Pedro,
    Fantastico poemas, mas cuidado com a janela da paixão.
    Abraço amigo, votos de óptimo fim de semana

    ResponderEliminar
  2. UMA BONITA JANELA DE PAIXÃO!!!

    PARABÉNS!!!

    LÍDIA

    ResponderEliminar