Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Vá para onde vá




Vá para eu onde vá
seja lá onde for
sempre carrego comigo
uma mala de amor
e de sonhos

Sempre foi assim
e sempre assim será

Sonhos
sementes de poesia
que germinam em poemas
em cânticos de louvor
à vida
gritos de alegria
choros de dor
ao sabor da sorte
arpejos de dilemas

E assim será
na hora da morte
já que estou em crer
que continuarei a sonhar
a amar
a sentir poesia
mesmo depois de morrer

Vá para eu onde vá
seja lá onde for
sempre carrego comigo
uma mala de amor
e de sonhos

E é dentro dessa mala
que eu me faço transportar




4 comentários:

  1. Meu querido amigo,
    Que em sua mala possa caber também, serenidade e sabedoria, para assim, ficar completa, trazendo para vc muita luz e paz!
    Bjs,
    Martha

    ResponderEliminar
  2. Henrique, vc provou que é um ótimo aluno! rs...rs... Não ficou melhor assim? Sem aquelas letrinhas incovenientes?
    Bjs no seu coração,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Martha! Com uma professora tão gentil quem não seria bom aluno? Mais uma vez muito obrigado.
      Bj

      Eliminar