Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Aqui tão perto de nós, o Além




Não é além
para lá do horizonte
o Além

É já ali
ao virar de uma esquina da vida
numa avenida perdida
na angústia
e na ilusão

É a norte da morte
a sul da saudade
no oriente da esperança
exactamente a poente
na paragem do coração

Todos lá chegamos
ao Além
velhos ou novos
trôpegos
sôfregos
à velocidade do avião

É destino de toda a gente
inexoravelmente
o Além

5 comentários:

  1. Muito bom seu poema.O além onde a saudade impera e onde a busca pela felicidade reside.Boa noite.


    Regina Ferreirinha

    ResponderEliminar
  2. Gostei do poema, Henrique Pedro. Realmente o Além pode estar a um passo da nossa respiração. Parabéns e grat apor compartilhar. Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Um poema belo e verdadeiro, Henrique Pedro.

    Abraço grande.

    ResponderEliminar
  4. Um além tão perto e mesmo assim, apesar de quase tocável, guardando muitos mistérios...
    Um abraço e boa noite

    ResponderEliminar
  5. Estimado Amigo e Ilustre Poeta Henrique Pedro,
    Um poema maravilhoso, realistico e belo do que é a vida, apenas uma passagem para o além.
    Adorei a sua profundidade e seu realismo é a vida é isso mesmo com o Além como pano de fundo.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar