Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

A minha luta interior




Há momentos em que duvido de tudo
e não acredito em nada
nem mesmo em mim
nesse ínterim

Mormente se assisto impotente
ao tormento de inocentes

Momentos em que duvido de Deus
e dos anjos
dos homens
e do diabo
ao fim e ao cabo

Do corpo e da alma
do além
e da vida eterna
também

Do que vejo e ouço
do que sinto
e do que pressinto

Momentos em que não sei distinguir
a mentira da verdade
em que não acredito na felicidade
nem sei que caminho seguir
onde me refugiar
ou para onde fugir

Momentos em que uma só certeza me salva
porém

Uma luz interior
que me ilumina de uma certa fé:
A evidência do amor
imanência do bem

Por isso ter fé, não é
para mim
acreditar

É antes travar essa luta
interior
e apesar da dor
continuar
de pé

Ainda assim

^^^^