Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Vou deixar de escrever




Já ninguém se faz ouvir
sem gritar
e quem olha
não vê

Quando escrevo
já não digo nada
e ninguém me ouve
mesmo se acaso alguém me lê

Vou controlar a minha ânsia de escrever
limitar-me-ei a ler

Porque quando leio
ouço tudo
até demais
e escrevo ainda mais
do que quando apenas escrevo

Mas serei eu capaz
de me ouvir
a mim e aos outros
no seio da tempestade
no ruído do mundo
no burburinho da cidade
se me calar
se também eu não gritar?

Serei capaz de fazer saber ao Cosmos
que existo
e estou aqui
se não escrever?

Irá a morte ouvir-me se não lhe gritar
que não quero morrer?

^^^^