Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

sábado, 2 de março de 2013

Toda a gente lê poesia, na minha aldeia




Toda a gente me conhece
na minha aldeia

Tenho até a ideia
de que todos lêem a minha poesia
que sempre fala do nascer do dia
e do crepúsculo
das estrelas e do firmamento
dos encantos da Primavera
da chuva, da neve e do vento
mesmo antes de eu a escrever

Digam lá se não sou um poeta notável!

Pudera!
Quando se mora numa aldeia assim adorável
é poeta qualquer um
mesmo sem escrever
livro algum

Por isso toda a gente se conhece
e cumprimenta
na minha aldeia
e se enternece
com a minha poesia

Com a generosidade da mãe natureza
que a todos com amor alimenta
mal-grado a nossa ruralidade

Todos são poetas de verdade
na minha aldeia
e sabem que coisas são saudade
tristeza e alegria

Porque muitos daqui partiram
para o Brasil e outras terras mil
por esse mundo além
levando no seu coração aldeão
a poesia da terra mãe

^^^^