Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Amo, logo existo




A vida é uma viva tristeza
quando não amo
ninguém
ou não ando enamorado

De que existo não tenho a certeza
me aborreço em qualquer lado
por isso de amar
não abdico

Só pela via do amor
vou  além da vida
e da morte
encontro o rumo
e o norte

No prazer dos sentidos me confundo
na dor anseio fugir de mim
e esquecer o mundo
para não penar

Só no amor, sim
me identifico

Amo
logo existo