Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Bem me quer quem me quer bem



Foi a sua imagem
reflectida no meu olhar
que me impediu de a ver

Foi o seu falar
ecoando nos meus ouvidos
que não me deixou ouvir a sua voz

Foi o seu perfume
que me impediu de aspirar o seu aroma

Foram os seus lábios sôfregos
ao beijar os meus
que sufocaram os beijos

Foi o viço da sua púbis
que viciou os meus desejos
e me inibiu de a ter

Foi o bater do seu coração
que perturbou o bater do meu
e desvirtuou o nosso amor

Fechei os olhos
procurei outras imagens
na minha mente
mas só encontrei frustração
e dor

Ela dizia sim à paixão
mas ao amor
não

Bem me quer
mal me quer
bem me quer quem me quer bem