Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Dizem que o poeta é demente





Dizem que o poeta é demente
Que não vive neste mundo real
Que, qual esfinge, finge e mente
Que não passa dum louco, afinal

O poeta é um ser anormal
É bem diferente de toda a gente
Embora distinga o bem do mal
É um ser sem maldade, inocente

O poeta pugna pela verdade
Sem obedecer a nenhum poder
Tão-somente serve a liberdade

O poeta louva quem merecer
A si basta a imortalidade
E consolar quem sente a sofrer