Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

terça-feira, 3 de setembro de 2013

A sua ausência suporto-a. A sua presença não!



Oh, que atroz dilema
que magna contradição!
A sua ausência, suporto-a
mas a sua presença não
embora a ame sem condição

Na sua ausência sonho
sufoco o desejo
divirto o espírito com poesia
calo o coração…

ardo em doce saudade…

À sua presença não resisto:
expludo em alegria…
perco a paciência
solto a ansiedade
abraço-a
beijo-a…


perco a razão!