Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Poeta aprendiz de como ser feliz




Dia a dia
ganha-se a vida

Sorriso a sorriso
acende-se a paixão

Sopro a sopro
sopra o vento

Monte após monte
ergue-se a montanha

Chama a chama
arde a fogueira

Grão a grão
semeia-se a seara

Raio a raio
estala o trovão

Verso a verso
compõe-se o poema

Grito a grito
propaga-se a revolução

E o fogo
como se apaga?

Como se amaina o trovão?

E a seara como se ceifa?

A verdade como se alcança?

E a felicidade como se dança?

Como se ganha a revolução?

E o poema como se declama?

Como se domina a paixão?

E a morte como se mata?

Como se vai ao além?

Tudo isto
e mais a amar
ando a aprender
também

Poeta aprendiz
de como ser feliz



5 comentários:

  1. Parabéns por mais este excelente trabalho poético.
    Aliás, o seu blogue está carregado de emoções escritas.
    Joaquim Maneta Alhinho

    ResponderEliminar
  2. Bom dia Amigo Poeta,
    Belíssimo o seu poema
    Votos de bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Muito bem! É isto mesmo.Sentimentos e inquietação, mas é a poesia que nos leva à felicidade.
    Um abraço
    ej

    ResponderEliminar
  4. Adorei, mais um poema especial, um aprendiz com muito talento, abraço poético

    ResponderEliminar
  5. Belíssimo poema, é este amor em poesias
    Que nos traz vida feliz.Parabéns Poeta Henrique Pedro.

    ResponderEliminar