Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Natal, um sonho universal!


 

 

Sempre sonho
pelo Natal
este sonho universal

Que o bater do meu coração
se ouve por toda parte

Que o silêncio do meu espírito
toda agente o sente

Que o calor da minha lareira
aquece a humanidade
inteira

Que o amor da minha família
por todo o mundo irradia

Que a minha melhor comida
a todos é servida

Sempre sonho
pelo Natal
este sonho universal

E sempre fico a desejar
que a ideia deste dia
não se aparte
de minha mente
e seja mais que poesia

Sempre sonho
pelo Natal
este sonho universal

E sempre fico a cismar

1 comentário:

  1. Estimado Amigo e Ilsutre Poeta, maravilhoso poema, que me fez recordar os Natais que passei no meu amado Alentejo, por cá nada disso existe, nem lareiras.
    Votos de um Santo e Feliz Natal. Abraço amigo

    ResponderEliminar