Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Soltem os cães!



Esta maligna mania que o homem tem
de acorrentar os cães
de aprisionar os pássaros em gaiolas
os peixes em aquários
de encarcerar os humanos
e de condicionar a poesia
a versos e poemas
donde vem?

Será que mais segura sente a sua liberdade
sabendo que outrem
a não tem?

Será que é porque se sente aflito
por temer que outros alcancem
primeiro
o infinito?

Deixem voar os pássaros
para outros lugares
os peixes nadar noutros mares
os cães ladrar a outras luas
e os concidadãos vaguear
por todas as ruas!

Soltem os cães
os peixes
os pássaros
e batam palmas

E libertem a poesia dos poemas
para que possa ser lida
e sentida
por todas as almas