Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sábado, 18 de janeiro de 2014

Servem-se mitos ao jantar



É de gritos e de apitos
a civilização global
que para nosso mal
nos governa

Serve-nos mitos
ao pequeno-almoço
ao almoço
e ao jantar
mentiras fresquinhas
acabadinhas de cozinhar

Requentadas
bem passadas
mal ou bem acompanhados
embaladas em papel de jornal
cozinhadas de mil formas
em doiradas panelas
pela comunicação social
e nas mais belas telenovelas

Estrelas do desporto
e do cinema
da arte
da finança
da cagança
da política
ciência sinistra
e da televisão
outro mundo cão
na mais explícita obscenidade

Alguns até se engolem com facilidade
porque de tão tolos nos divertem
mas a maior parte dos mitos
da política e do “jet set”
nem sequer se conseguem tragar
vão direitinhos para a retrete

Só com verdade se constrói humanidade


De mitos se alimenta a desumanidade