Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Um poema abandonado numa mesa de café





Uma flor

Uma rosa perfumada
que esmaeceu
abandonada sobre uma mesa de café
depois que se consumou a longa espera
e a sua amada
não compareceu

Um poema
abandonado
por um poeta ferido
traído no seu amor

Reticências
uma vírgula
um ponto final
gravados numa folha de papel em branco
por um poeta esquecido
à espera

numa mesa de café