Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Do prazer de prender e ficar preso




O lamento é tão volúvel
como o vento
como a nuvem fugidia
apenas ilude
ou adia
o sofrimento

Assim o prazer de prender
e de ficar preso
a que se chama paixão
não passa da ilusão
de que não nos libertamos
só porque pensamos que  amamos

À força de desejar
mais do que amar
na trama de suas teias
ao peso de suas cadeias
mais nos vamos amarrar

O prazer de se prender
a que se chama paixão
não é liberdade
de verdade
é sim
prisão