Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O Amor em todos os sentidos



O Amor

no meu entendimento
é universal
uno
não tem cor
nem partidos
não ocupa espaço
nem tempo
é sempre oportuno
a apraz por igual
em todos os sentidos

O Amor

Não produz frio ou calor
nem queima como o lume
mas aquece
e enternece

O Amor

Não tem olfacto
é inodoro
mas a tudo dá perfume

O Amor

Não é insípido
nem tem sabor
mas dá gosto ao paladar

O Amor

É cego
não tem olhos mas vê
e dá outro brilho ao olhar

O Amor

Não tem ouvidos
é surdo
mas ouve
e dá harmonia à sinfonia

O Amor

Não possui tacto
mas apalpa
e põe carinho na carícia

O Amor

Não tem cérebro mas pensa
e aviva a criatividade

O Amor

Não tem coração
mas palpita
e dá verdade à paixão

O Amor

Não tem sexo
nem é assexuado
mas sublima a sensualidade

O Amor

Não tem sentidos mas sente
e seja em que sentido for
só o Amor
aos sentidos

dá sentido