Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

sábado, 15 de março de 2014

Ser poeta não interessa a ninguém



Desisto de ser poeta
cansei!

Duvido mesmo
que algum poeta
algum dia
tenha ganho qualquer batalha
embora a poesia as ganhe todas

É sabido também
que ser poeta é profissão de alto risco
é ser-se fora da lei
embora seja a poesia a afirmar a ética

Por isso os ditadores filhos das mães
não perdoam aos poetas
a quem por regra mandam abater
como cães

Desisto de ser poeta
cansei!

Depois, que gozo dá ser sepultado
no Panteão Nacional  que está já lotado
de resto?!

Ou ser representado
decepado
sem tronco e sem membros
em frio bronze
num qualquer recôndito recanto
dos recantados Jardins Municipais
para gáudio de pombas e pardais
que ali pousam para defecar?!

Desisto de ser poeta

Por mim
por tudo isto
e por nada mais

A partir de agora
passarei a escrever poemas
apenas por puro amor
a escrever só por escrever
somente pelo prazer que tal me dá

Embora com a secreta esperança de que muitos
os irão ler
com alegria
e gostar

Desisto de ser poeta
não da poesia
já se vê

por amor a quem me lê