Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Minha Mátria Terra Quente MIRANDELA CIDADE (*)






T r á s
o s
M o n t e s

Eco
vindo
da origem
dos tempos
sinfonia
de montes
vales
e ventos

Minha Mátria Terra Quente

Mirandela cidade
jóia postada no tórax de Trás-os-Montes
dependurada mundana
em colar de prata líquida
feito de Tuela e Rabaçal
vulva telúrica
da imortal pátria
transmontana
a escorrer em Tua
de vaidade
e formosura

Minha Mátria Terra Quente

rio Tua de águas
revoltas
a farejar os caminhos
do mar
povo em procura
do ir
sempre a pensar
no voltar

(*) in “Minha Mátria Terra Quente”, Ver-o-Verso, 1905

Livro de poemas que já é uma preciosidade da poesia transmontana, de que restam raros exemplares, que poderá encomendar directamente para o autor (hacpedro@hotmail.com) pelo preço de 10€ (Portes incluídos)