Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

A vida é uma debandada


 
 


Vivemos os dias

quais aves

leves

livres

felizes

a voar

em bando

 

De asas a adejar

a acenar

amando

 

E as noites

pousados

nos ramos das árvores

a sonhar

 

É assim o nosso brando viver

até saber que coisa é

morrer

 

Depois

a vida é uma debandada

 

De aves a voar

de asas adejar

a acenar

a dizer adeus