Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

O AMOR COMO O FOGO


 
 
Percebemos o fogo
como algo exterior aos corpos
que os queima
os consome
e reduz a cinza

Na verdade
o fogo
está neles

É o Sol aprisionado
que se liberta
na combustão

Percebemos o amor
como algo que nos é exterior
se apodera de nós
e nos transforma

Mas não
o amor está em nós

É centelha divina
que se liberta
e retorna a Deus

3 comentários:

  1. Estimado Amigo e Ilustre Poeta Henrique, uma vez mais adorei seu maravilho poema, esse fogo que existe em nós, essas centelhas andam no ar.
    Abraço amigfo

    ResponderEliminar
  2. O fogo do amor está em nós. Quando vivemos ele nos ensina e nos motiva.
    Não sei se retorna para Deus ou se multiplica para aqueles que amamos e a quem nos demos durante a vida.
    O resto é pó que desaparece sem deixar marcas...

    ResponderEliminar
  3. Linda poesia! Achei corretíssima a sua visão.

    ResponderEliminar