Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Clepsidra


 
 


Chama-se poesia
a clepsidra
que marca o meu dia-a-dia

É a medida do meu tempo

É o vento da vida a passar
toque de realejo
vontade-desejo
de amar

Nela fluem afectos
ideias
grãos de areias
sonhos despertos
pedaços de Universo
formatados em verso
à medida que a vida
se esvai

Pinga
pinga
vai pingando
pingos de amor
de alegria
de dor
de pura amargura
nostalgia
e saudade

E pingo a pingo
um oceano de fantasia
sem fundura
se vai formando
de verdade

1 comentário:

  1. Henrique,
    Pingando sempre a poesia que te vai na alma e eu tanto aprecio.
    Beijo
    Nanda

    ResponderEliminar