Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Além. Naquele astro ali!


 

 


Além
naquele astro ali
que não é estrela
nem planeta
nem cometa
e já foi ventre
de minha mãe

Ali
naquele astro além
tão longe de tão perto
onde nada é errado
tudo bate certo
e só existe o bem

É lá que eu moro
me demoro
e exponho
por via do sonho

É ali que eu ando
errando
amando
e sofrendo
a mando
de Deus

Sem que diga adeus
nem nada diga
a ninguém

E de nada me arrependo