Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

sábado, 28 de novembro de 2015

Ando a ler o livro da vida






Poeta
ando a ler o livro da vida
de alma aberta
e a fazer anotações nas margens
com poesia

Os meus poemas são meras observações
são exclamações de espanto
de amor
e de dor
também de encanto
e de alegria

São dúvidas
interrogações
hinos de louvor ao Criador
são fantasia
desejo de não morrer

Os meus poemas são miragens
miscelâneas interiores
de amores, cores, sons e sentir
imagens instantâneas
daquilo que dia a dia
me é dado perceber

São o antecipar do devir
a marca do meu ser