Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

O amor é doce e inebria




Vivo num mundo secreto
um universo aberto
e sonho
um sonho de verdade

Onde o amor é doce
e inebria
e a paixão não impõe condição

Mundo de amor e poesia
onde o espaço se finda no infinito
e o tempo se esgota na eternidade

Mundo que é um templo de utopia
em que a fantasia
roça a realidade
e não tem sentido adormecer

Por isso me ponho a pensar:
se amar é sonhar
para quê
então
acordar
se acordar
for morrer?

2 comentários:

  1. Lindo!
    Acho que a poesia é um caminho entgre dois mundos, por onde nós flutuamos.

    ResponderEliminar
  2. Mundos paralelos unem o amor ! O amor não possui fronteiras ele anestesia nossa alma e nos impulsiona na eternidade de sua luz infinita!!!

    ResponderEliminar