Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sábado, 15 de outubro de 2016

Silvas e rosas em flor




Silvas
daninhas
marginais
floridas de florinhas pequeninas
suavemente coloridas
emolduram os muros
que marginam
os caminhos
rurais

Espinhosas
como as rosas
que são mais vistosas
nos canteiros
dos quintais

As silvas dão amoras
saborosas
enquanto as rosas
de pendor mais romântico
se esvanecem em perfume
e cor
enigmático cântico
de dor
ciúme
e amor

Silvas e rosas
ambas espinhosas
ambas em flor
o mesmo hino
sibilino
de louvor
ao Criador


1 comentário:

  1. Linda poesia!
    cada ser com sua qualidade. cada flor com seu perfume... ou seus espinhos.

    ResponderEliminar