Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

domingo, 8 de janeiro de 2017

Ofereço poesia. Aceite!




Arranco raízes da alma que embalo em versos
orvalho-as com o sangue fervente do coração
e lanço-os ao vento pensando nalguém
que as poderá apanhar
e sentir
que é toda gente

Outra coisa não tenho para dar a quem me pedir
apenas ideias e afectos
para oferecer
glórias ilusórias
nada que se possa comprar ou vender

Ofereço poesia ainda assim
dou tudo de mim
que é tudo quanto tenho




1 comentário:

  1. lINDO POEMA!
    NÃO NOS DEIXE Sozinhos.Apareça sempre som seus belos poemas.
    BEIJOS
    Imaculada Campos

    ResponderEliminar