Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se. Feliz Ano Novo.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Amar sem sentir o coração bater



A minha fé não vai além da minha angústia

Sinto que ainda não é
sequer
a minha crença
nem o meu querer

A minha fé
não passa de uma graça da desgraça

Ainda não é a luz do amor interior

Mas eu tenho a esperança
de um dia
poder
ver
sem precisar de olhos
para enxergar

Nem de ouvidos para ouvir
ou do cérebro para pensar

Sequer de sentir o coração bater
para a amar