Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

quarta-feira, 28 de março de 2018

Um Homem pregado numa Cruz



Um Homem pregado numa Cruz

Bato a todas as portas do Universo
Todos os sábios da Terra questiono
Com os males do mundo me emociono
Por toda a parte o clima me é adverso

Leio todos os livros de prosa e verso 
A todas as bibliotecas eu assomo
Nos laboratórios perco o meu sono
Procurando um consolo incontroverso

Em todas as igrejas procuro a Luz
Força para sofrer e me manter de pé
Apenas uma vivência me seduz:

A dum Homem que me diz, pregado na Cruz:
- Ama o teu próximo, é a minha Fé.
Por ti, sofri, com Amor. Sou Cristo Jesus!


1 comentário:

  1. É preciso ter olhos para conseguirmos enxergar as almas das pessoas, e para ver Jesus em meio a todo esse caos. Lindo demais o seu soneto!

    ResponderEliminar