Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

domingo, 30 de abril de 2017

Só nos resta esperar que pare de chover e continuar a sonhar




Os Serviços Meteorológicos prometem trovoada
já para depois de amanhã

Oh, quanta angústia escusada
quanta lágrima antecipada
quanta sorte malsã!

Os colunistas de Astrologia
ainda vêem mais além

Vaticinam semana de sorte para Touro
prometem ouro a Sagitário
mostram a carta da morte a Aquário
mas não garantem nada a ninguém

As estradas causam ainda mais mortes
o Governo decreta mais cortes
e mais austeridade

Bruxos e adivinhos
políticos e maus vizinhos
anunciam guerra nuclear

Oh, quanta falta de verdade
quanto sono perdido
quanto sonho iludido
quanta aposta para nada
quanta ambição esparramada!

É azar a mais bater à porta
desta pátria semimorta
que a ninguém deixa viver

Só nos resta continuar a sonhar
e esperar
que pare de chover



Sem comentários:

Enviar um comentário