Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Oração fúnebre para um amigo



Adeus
amigo

Acabas de te despedir
não de morrer
enquanto a nós
nos for dado viver

Continuaremos a contar contigo
para o resto dos nossos dias

E se mais devir houver
lá nos encontraremos

Num cataclismo cósmico qualquer
no pó de uma estrela
no pé de uma planta
na pétala de uma flor
no verso de um poema
no halo do amor
na aura da saudade
na angústia de um dilema
na dor que nos quebranta

onde a amizade esteja

Adeus
amigo

Até sempre

Até qualquer dia
noutro plano
noutro tempo


No vento que seja

8 comentários:

  1. Bom Dia Amigo,
    Chama-lhe oração e eu chamo de um lindo poema a um amigo que foi para outra dimensão.
    Votos de bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Mais uma vez agradeço a sua visita, distinta amiga Susana, e a amabilidade das suas palavras. Abraço

    ResponderEliminar
  3. Excelente e merecida homenagem ao nosso amigo de infância.
    Como tu dizes os amigos não morrem, partem, mas fica sempre uma presença nas nossas memórias.
    Abraço

    duartemanuel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi um prazer imenso rever-te, estimado amigo Duarte Manuel, depois de tantos anos. Obrigado pelas palavras que aqui trouxeste. Abraço.

      Eliminar
    2. Inteiramente irmanado convosco.
      Até sempre
      João

      Eliminar
  4. Após a minha morte gostaria de ser lembrado assim pelos Amigos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu faço votos, distinto amigo António Nogueira, que nenhum seu amigo poeta se sinta inspirado lhe dedicar-lhe um poema deste nas décadas mais próximas, porque se manterá bem vivo e de saúde. Obrigado pela visita. Abraço.

      Eliminar