Seja bem vindo/a. A mesa da poesia está posta. Sirva-se.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Para uma poetisa de Entre Douro e Minho


 

Pergunta-me qual o caminho
da verdade
uma poetisa amiga
de Entre Douro e Minho

É o da poesia
que leva a toda a parte
sem levar a lado nenhum
sendo certo que a algum lado leva

Embora a verdade não exista em lado algum
e cada um
tenha a sua própria
convicção

Poesia que é uma espécie de amor
que existe em todo o lado

Por isso o insulto e a cobardia
jamais serão poesia

E a palavra obscena
que mina
e contamina
a amizade
nunca será poesia ou verdade
tão pouco dilema
antes obscenidade

Por isso por aqui
Entre Douro e Minho
está demarcado o espaço
traçado o destino
de quem como nós
ouve dentro de si
a voz
desse telurismo maior

o amor

1 comentário: